História de Amor

    Wandick iniciou sua caminhada na Igreja em 1974 e eu em 1978. Em 1991, conheci a Renovação Carismática Católica. Era casada com Wandick e o convidei para fazermos uma Experiência de Oração. Foi aí que o Senhor nos levou a uma experiência profunda. Passamos então a conhecê-Lo de modo mais pessoal. E neste período, trabalhávamos com os jovens na Igreja como coordenadores da Crisma, daí começou a surgir nos jovens um desejo de se engajar nos serviços da Igreja. Devido ao trabalho que realizávamos com os jovens, começamos um Grupo de Oração e a levar os jovens a ter um encontro pessoal com Jesus, no Espírito Santo (através da efusão do Espírito Santo).

    E Deus foi suscitando cada vez mais, colocando no coração de alguns, uma necessidade de Evangelizar aqueles que não são tão facilmente atingidos pela Palavra de Deus, aqueles que não vão à Missa, que não aceitam um convite para encontro de jovens pudessem ser atingidos no mundo. E o sentimento que o Senhor nos deu, a idéia, a inspiração inicial de Deus, foi montarmos uma confecção, através da qual pudéssemos evangelizar os jovens. Porque na época nós éramos 8 jovens e não tínhamos recurso financeiro algum para montar algo que pudesse evangelizar. Por isso, Deus nos inspirou a confecção, mas tudo em oração, e a partir de nossa intercessão e de muito trabalho, Deus foi edificando esta Obra. Nós víamos a mão de Deus agir poderosamente no meio de nós de modo que tudo o que fomos conseguindo para levar à frente esta Obra de Deus, e até hoje, é dom de Deus, fruto de Deus, da Sua ação, da intervenção de Sua mão. Nós, que não tínhamos nem um “tostão”, compramos uma casa e iniciamos ali a formação de algumas pessoas através de vigílias, orações e encontros.

    O nosso grupo de oração ia crescendo (400 pessoas por domingo) e a cada dia mais jovens se juntavam a nós para o serviço. Com a Obra crescendo, compreendemos que Deus estava pedindo de nós um compromisso maior com Ele. E foi deste compromisso maior com Deus, com a sua Igreja e com a Obra que Ele nos confiou, que sem nós percebermos, Ele estava nos conduzindo para uma vida em Comunidade. Deus nos chamou a uma vida comunitária, não somente para realizarmos coisas para Ele, mas para sermos diante da sua presença. Nós acreditamos piamente que Deus nos chamou a sermos diante Dele, pelo poder do Seu Espírito Santo, e assim diante da sua Presença, nós transbordarmos num serviço que é do coração d’Ele.

    O nome Novo Maná foi dado por Deus ao Wandick em oração. Contudo, não era um simples nome, era um chamamento para nós, era uma vocação que Deus nos dava, sermos Hóstia Viva para o mundo. Para sermos onde Ele nos colocou um novo, dando-nos, doando nossa própria vida como pão partido, repartido e triturado para o mundo, para as pessoas e para a Igreja e toda confirmação deste nome inspirado por Deus se deu concretamente quando Wandick, nosso Fundador, morreu, deu sua vida por amor a Obra, aos irmãos e pela Igreja. E sua partida marcou nossas vidas deixando claro que ser Maná, ser pão não é fácil, é preciso, muita renúncia, desprendimento, amor total ao Pai, então muito mais do que um nome e uma vocação que Deus deu para sermos Hóstias Vivas que anunciam Jesus, que carregam em si o próprio Jesus sendo alimento vivo para os irmãos e para o mundo.


Comunidade Católica Novo Maná. © 2015 Todos os Direito Reservados

Rua Dulce n° 71 - Vila de Cava - Nova IguaÇu - RJ