Papa sugere que pais que sabem equilibrar a equação entre tempo e oração são dignos de um Prêmio Nobel

Fonte: ACI Digital | Data: 27/08/2015 | Categoria: noticias | Visitas: 213

Vaticano, 26 Ago. 15 / 12:06 pm (ACI).- Ao conceder a sua catequese de número 100, nesta quarta-feira, 26, o Papa Francisco elogiou os pais que sabem administrar seu tempo e ensinar os filhos a rezar. Ele indicou que esses merecerem o Prêmio Nobel. Após refletir sobre a festa e o trabalho na família, o Pontífice dedicou sua alocução de hoje à necessidade da oração em família.

Francisco lembrou que frequentemente se ouve lamentos como “devia rezar mais…, mas não tenho tempo”. Entretanto, sublinhou que algumas famílias conseguem resolver essa equação. “Dentro das vinte e quatro horas do dia, fazem entrar o dobro. Há pais e mães que merecem o Prêmio Nobel por isso! O segredo está no afeto que provam pelos seus queridos”, afirmou.

Frente a esta realidade, o Santo Padre levou os fiéis a se questionarem sobre o amor que sentem por Deus: “Pensamos em Deus apenas como um Ser imenso, o Onipotente que tudo criou, o Juiz que tudo vê e controla? Ou vemos Deus como uma carícia que nos dá e mantém a vida, uma carícia da qual nem a morte nos pode separar?”.

Francisco explicou que “se o coração for habitado por Deus, até um pensamento sem palavras ou um beijo mandado por uma criança a Jesus se transformam em oração”.

Por isso, ressaltou como acha “belo ver as mães ensinando os filhos pequenos a mandar um beijo a Jesus ou a Nossa Senhora”.

Segundo ele, “este é o espírito da oração, que nos leva a encontrar tempo para Deus, fazendo-nos sair da obsessão de uma vida onde sempre falta tempo, para encontrar a paz das coisas necessárias”.

Escutar o Senhor, conforme assinalou o Pontífice, é a “melhor parte” do tempo, o “verdadeiramente essencial”. Para exemplificar, citou trecho do Evangelho de Lucas que fala da visita de Jesus às irmãs Maria e Marta, tendo esta aprendido que a hospitalidade é importante, mas não é tudo.

O Papa apelou, então, para a oração, a leitura do Evangelho e meditação em família, assim como para que rezem juntos antes das refeições.

“O Evangelho, lido e meditado na Família, é como um pão bom que nutre o coração de todos de manhã até a noite. Quando formos para a mesa, aprendamos a rezar juntos, com simplicidade: é Jesus que vem à nós. Uma coisa que levo no coração e que vi nas cidades: muitas crianças ainda não aprenderam a fazer o sinal da Cruz. Mães, pais, ensinem suas crianças a rezar e a fazer o sinal da Cruz; é um dever muito bonito dos pais!”.

Ao fim da Audiência Geral, Papa Francisco recordou que no próximo dia 1º de setembro, será celebrado o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação. “Em comunhão com nossos irmãos ortodoxos e com todas as pessoas de boa vontade, queremos dar a nossa contribuição para solucionar a crise ecológica que a humanidade está vivendo”.

Lembrando que a data contará com iniciativas de oração e reflexão nas várias realidades eclesiais, Francisco informou que “junto com bispos, sacerdotes, pessoas consagradas e leigos da Cúria”, será realizada na Basílica de São Pedro, às 17h, uma Liturgia da Palavra, para a qual convidou “todos os romanos e peregrinos a participar”.

 


Comunidade Católica Novo Maná. © 2015 Todos os Direito Reservados

Rua Dulce n° 71 - Vila de Cava - Nova IguaÇu - RJ